15.6.14

Pensamentos: Vozes da Meia-Noite #6


Lado Negro 


Quando voltei a acordar não estava mais naquele lugar escuro. Estava numa sala vazia cheia de uma estranha luz branca sentada numa poltrona. À minha frente estava uma outra poltrona também ocupada.

Eu não podia acreditar no que via. Era eu que ali estava, mas ao mesmo tempo não era eu. Como uma imagem de um espelho que não seguia os meus movimentos, isso não era o mais assustador, mas sim os seus olhos de um negro profundo e com um brilho vermelho-sangue neles.

Aquilo falou para mim. Até a sua voz era igual à minha.

- Não precisas ter medo. - Não respondi. Estava aterrorizada. - Afinal eu sou "tu" no fim de contas.

- I-Isso é impossível.

Estendeu-me uma mão.

- Podes tocar-me se quiseres para tirar as dúvidas.

- Dispenso.

- O que é isto? - Perguntou com um sorriso irónico no rosto. - Estás com o medo de ti própria.

- Tu não és "eu", isso é impossível.

- Oh... Mas é possível. - O seu sorriso tornou-se ainda mais largo. - Afinal eu sou o teu lado negro.

4 comentários:

  1. mas porque raio a converssa é tao pequena :v ca pra mim n falaram tudo , e tipo smp k leio um cap desta fic imagino-me do lugar da moça e wow taaao fixe *-* agr vai ser uma tortura esperar pelo #7

    ResponderEliminar
  2. É para o suspense Uri-chan :p
    Essa é parte da intenção fazer-vos "entrar na minha mente", algo assim :p
    Eu? Torturar as pessoas? Puff nah onde é que isso já se viu :p
    Muahahah :p

    ResponderEliminar